Lutar contra a maré dos instintos é uma batalha perdida por excelência. Chega um momento em que o estoque de perdão acaba, a cota de relevância chega ao fim e paciência você nem se lembra mais o que significa. Pois bem, não se acanhe. Afinal, somos todos tentados pelo lado negro da força quando escutamos a marcha imperial e andamos entre os mortais. Não existem regras por aqui. Entre e venha festejar conosco a inveja, a intolerância e a incompreensão!

11 de fev de 2011




Não é questão de fazer tantas coisas estranhas, mas quem convive um pouco mais perto de mim... Pode confirmar, não são somente as poucas coisas esquisitas que eu faço, mas essas coisas, são apenas reflexos das "barbaridades cômicas" que enfrento, não to reclamando nem nada, só um breve comentário para deixar bem claro que a cada dia que passa, estão ficando mais incisivas e acontecendo com mais frequência.
Como diz "o cara": Essa é definitivamente a vida mais estranha que vivi....hehehe
O lance é que no fim eu sempre acabo rindo e fazendo uma boa piada de tudo...
HAHAHAHA

Valeu amigos!

2 comentários:

  1. Esse é o meu tiu loko e rockeiro 0_0

    ResponderExcluir
  2. E brincando de karate kid....ushaushauhsuahsuahsuh

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário.