Lutar contra a maré dos instintos é uma batalha perdida por excelência. Chega um momento em que o estoque de perdão acaba, a cota de relevância chega ao fim e paciência você nem se lembra mais o que significa. Pois bem, não se acanhe. Afinal, somos todos tentados pelo lado negro da força quando escutamos a marcha imperial e andamos entre os mortais. Não existem regras por aqui. Entre e venha festejar conosco a inveja, a intolerância e a incompreensão!

19 de fev de 2011

Violência:




Vivemos em um mundo bem interessante, amamos sem motivos, algumas poucas pessoas nos amam sem que ao menos mereçamos, e tudo isso faz das pessoas seres impressionantes, mas existe algo bem intrigante nesse lance de amor, existe sim o outro lado, o lado cruel, de ódio, sentimento averso ao maior dom, nao sei dizer ao certo como surge, e menos ainda o motivo pelo qual a gente alimenta sentimento tao vil, mas enfim, isso sempre acaba mal, como podem ver, fui protagonista de um filme de horror, sem nem dizer o motivo pelo qual sofri violência e agressões, mas meus caros amigos, por maior que tenha sido a violência contra mim, posso lhes garantir que nao chega nem perto dos ferimentos que trago no meu peito, pois esses sim, nao curam facilmente...

Valeu amigos, abração!



3 comentários:

  1. Olha o que fizeram amigo com vc,quanta violencia,vc um cara tao bacana,se cuida ta,bjus te adoruu

    ResponderExcluir
  2. hehehe...
    nao fica me elogiando assim que uma hora dessas eu começo a acreditar...uashuasua
    bjao amiga


    Pois é Paulo, hoje em dia nao existe mais nada que nos proteja a nao ser Deus
    valeu amigo, tambem te considero muito
    abraço

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário.