Lutar contra a maré dos instintos é uma batalha perdida por excelência. Chega um momento em que o estoque de perdão acaba, a cota de relevância chega ao fim e paciência você nem se lembra mais o que significa. Pois bem, não se acanhe. Afinal, somos todos tentados pelo lado negro da força quando escutamos a marcha imperial e andamos entre os mortais. Não existem regras por aqui. Entre e venha festejar conosco a inveja, a intolerância e a incompreensão!

29 de mar de 2011

Eles não querem te deixar pensar



Sempre admirei uma pessoa com senso crítico elevado, mas pensando com minha mente um tanto quanto perturbada (rsrssss), me veio uma dúvida, ouvi uma crítica sobre a maneira que uma pessoa estava vestida e se portava, então brotou a dúvida: será que essa pessoa realmente deve ser criticada?? É sem dúvida uma pessoa com capacidade intelectual degradada, mas não por opção; Tá... mas então? Aí me lembrei de uma música, Baader-Meinhof blues (Legião urbana), onde eles fazem uma crítica a TV, aí voltei a prestar atenção ao que passava no programa, e como um soco nas partes senti o drama, eles ditam a moda, ditam as opiniões que devemos ter e como devemos pensar, tem certas coisas que não devemos deixar que os outros façam por nós, e é impressionante a forma como toleramos que eles nos digam o que devemos ser sem indignarmos com isso, pensei em meus filhos, poxa o que eles serão? Se depender das instruções que esses programas de TV estão querendo, provavelmente uns idiotas sem senso crítico.......NÃOOOO!!!!!!
Não quero isso pra ninguém, e muito menos para meus filhotes, e a partir de hoje atenção redobrada à essa tempestade de informações errantes que estão dando nas pessoas!!
“Quem são eles? Quem eles pensam que são?”
Como diz o Humberto Gessinger:
“Cabeça pra usar boné, e professar a fé de quem patrocina”
Escutem essa música e revejam alguns conceitos.


Valeu amigos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário.