Lutar contra a maré dos instintos é uma batalha perdida por excelência. Chega um momento em que o estoque de perdão acaba, a cota de relevância chega ao fim e paciência você nem se lembra mais o que significa. Pois bem, não se acanhe. Afinal, somos todos tentados pelo lado negro da força quando escutamos a marcha imperial e andamos entre os mortais. Não existem regras por aqui. Entre e venha festejar conosco a inveja, a intolerância e a incompreensão!

29 de jun de 2011

Frio do Cão !!

    Aproveitando essa foto que recentemente vi na página de um grande amigo meu ( Bruno Kocziceski ), gostaria de divagar um pouco sobre tal assunto, ter nascido no Rio Grande do Sul, é certamente uma dádiva bem reconhecida por todos os gaúchos, tanto que em nenhuma região ou estado do Brasil, se honra e se preserva tão bem a tradição, não somos severos, e muito menos xenófobos, apenas incorporamos a nossa vida as coisas boas,  mantermos as tradições, gostarmos do nosso pago querido, é uma exposição clara de que gostamos do que é bom, esse “frio do cão” citado por meu amigo, me fez lembrar de uma outra expressão, em que outro lugar desse Brasil, poderiam entender o velho ditado gaúcho: frio de renguear cusco? Honestamente, gosto desse frio, gosto de sentir o vento minuano, gosto de ver a geada, gosto do cheiro do fogão a lenha, pinhão sapecado na chapa e chimarrão. Não tenho apenas orgulho de ser gaúcho, eu tenho orgulho do amor que sinto em ser gaúcho!!!!

Gaúcho?  Sim,    Brasileiro?   Depois eu respondo...hehehe 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário.